Técnicos em contabilidade reivindica alteração de categoria


Técnicos em contabilidade reivindica alteração de categoria

 Os técnicos em contabilidade reivindica alteração de categoria, principalmente os que estavam cursando o Bacharel em Ciências Contábeis, na época em que a Resolução CFC nº 1.554/18, passou a vigorar, o questionamento até mesmo pelos CRCs dos Estados e por especialistas da área é que estes profissionais foram os mais prejudicados, quando o CFC diz que: “conforme previsto na Resolução CFC n.º 1.554/18, para a conversão do registro de Técnico em Contabilidade para Contador é necessária à devida aprovação em Exame de Suficiência”.

O artigo 9º parágrafo primeiro que deveria ter a seguinte redação: “Para alteração de categoria, faz-se necessária a aprovação no Exame de Suficiência, quando a alteração for de Técnico em Contabilidade para Contador, dos bacharéis que concluíram o curso após 14/06/2013”. Por que 2013, por que se presume que o candidato já estava no primeiro ano com seu curso em andamento quando a Lei entrou em vigor. 

O Mercado e os Clientes

Os clientes e mercado não qualificam mais entre “Técnico e Contador”, ou seja, todos são chamados de CONTADOR, pois a sociedade e mídia em geral sabe que não existe mais TÉCNICO sendo extinta essa categoria em 2015. Portanto, a reivindicação é sobre os Técnicos atuantes com situação regular para alterar o Parágrafo 1º do artigo 9º da Resolução 1.554/18 que faz parte da Lei 12.249210. Ou seja, para os Técnicos com registro ativo e regular que possuem Diploma de Bacharel em Ciências Contábeis alterar de categoria de Técnico para Contador, sem a necessidade de submeter ao exame de suficiência.

Conclusão 

Os Técnicos que possuem o Diploma de Bacharel em Ciências Contábeis se recusaram a fazer o exame de Suficiência, isso acorre desde o 1º e 2º exame de 2018. E, 2019 não foi diferente no 1º e 2º exame de 2019, (exame 2019-1 em 07 de Julho, e exame 2019-2 ocorreu em 27 de Outubro de 2019). O motivo é um protesto contra o CFC que não se manifesta a respeito da mudança de categoria de Técnico em Contabilidade para Contador.

Por fim, a prova do CFC não avalia a prática do profissional contábil e na visão de especialistas está indo para o mesmo caminho do exame de ordem, já existem vários cursinhos explorando o candidato, alguns prometendo aprovação na tal prova. Na internet basta uma pesquisa para deparar com bastantes sites ofertando cursos preparatórios online, estão virando uma  mercantilização e um meio de comércio.

Fica aqui o espaço aberto para o CFC – Conselho Federal de Contabilidade se manifestar sobre o assunto.

 Fonte: Folha Online

 
 

0 comentários:

Postar um comentário