Ex-morena do Tchan conta que Deus a libertou da depressão, DP e DR: “Sou um milagre vivo”


Ex-morena do Tchan conta que Deus a libertou da depressão, DP e DR
A Ex-morena do Tchan conta que Deus a libertou da depressão, DP e DR “Sou um milagre vivo” Depressão profunda com síndrome do pânico e sintomas de Despersonalização e Desrealização. “Cheguei ao ponto de não reconhecer mais ninguém, tive uma amnésia” Contou ao programa Domingo Show da Record apresentado por Geraldo Luís, neste domingo (22), Débora Brasil relatou que a fé e o amor próprio foram essenciais para vencer a luta contra a depressão e a síndrome do pânico. Tem muita gente que não se lembra, mas a primeira morena do grupo É o Tchan, antes de Scheila Carvalho, foi Débora Brasil.

Despersonalização e Desrealização – DP e DR

 São sintomas que faz parte de depressão profunda, ansiedade e síndrome do pânico. Os sintomas são caracterizados por experiências de sentimentos de irrealidade, de ruptura com a personalidade, processos amnésicos e apatia, estranhar, ou não reconhecer pessoas. Pode ser um sintoma de outras desordens além de transtorno de ansiedade, pânico e depressão, como stress pós-traumático entre outros.

Importante saber

Após a cura por algum tempo ainda persiste uma ruptura com a personalidade, processos amnésicos. No caso de Débora Brasil ela relatou a repórter do programa domingo shou, que tem uma amnésia e tem coisas que ela não lembra, ou recorda do passado.

Foto: Reprodução

Nos anos 1990, a morena integrou a primeira formação do grupo É o Tchan, onde fez sucesso como dançarina ao lado de Carla Perez e Jacaré. Débora disse que desde em 1997, no auge da banda, como dançarina já sentia que algo estava faltando, e que não considerava feliz. “Não foi nada programado. Nunca imaginei fazer sucesso como dançarina”, afirma. “Eu sempre tive o sonho de ser cantora. Nunca dançarina”, completa.

O sorriso sempre foi uma das marcas registradas de Débora Brasil, aos 48 anos com a chegada da depressão chegou atentar o suicídio, ou seja, tentou a se matar. Ela relata que era, horrível, os sintomas de DP e DR que ninguém sabe explicar e os diagnósticos só se esbarram na Depressão.
Nessa fase Débora se lançou como cantora solo “Fazia shows, mas havia um vazio dentro de mim que eu não conseguia preencher com nada. Quase morri por causa da depressão, Dp e DR, não sei bem explicar, mas os sintomas eram tanto, cheguei a um ponto que não falava, não reconhecia as pessoas. Minha mãe que me dava banho”, contou.

Débora completou dizendo que a depressão é uma doença silenciosa, lenta para se recuperar “Não sei explicar o que me levou à doença. Acho que foi um acúmulo de estresse, porque as pessoas nos cobram resultados que nós não conseguimos dar”.

Como se curou? 

 A ex-dançarina disse ainda que só conseguiu se curar da depressão, pânico e demais sintomas depois de se converter. “Aceitei Jesus pelo telefone. Tinha uma tia evangélica que orava por mim. Um dia, em um momento de ansiedade, conversando com ela, eu aceitei Jesus”, relatou.

O jornalista Helton Carvalho com Débora, que está gravando CD gospel (Foto: Divulgação)
O jornalista Helton Carvalho com Débora, que está gravando CD gospel (Foto: Divulgação)

Atualmente se converteu e é missionária, pastora e apresentadora, A ex-dançarina acredita que foi salva por Deus e, por isso, agora usa os seus talentos para cantar louvores e levar o seu testemunho a pessoas que também sofrem com a depressão.
Hoje, Débora Brasil está viajando, contando a sua história, evangelizando e gravando o seu primeiro CD gospel.

Além disso, ela é apresentadora, há três anos, junto com o jornalista Helton Carvalho, do programa “Na Lente”, que é gravado em vários pontos turísticos do Espírito Santo.

O “Domingo Show” vai ao ar aos domingos, logo após a programação local, começando a partir das 11h00 (horário de Brasília), na tela da Record TV.


Leia também:





7. Por que os Psiquiatras não interessam pela Despersonalização e Desrealização?

 

Fonte:  Folha Online

 
 

0 comentários:

Postar um comentário