Como é o dia a dia da pessoa com DP e DR?






Olá nesta oitava matéria vou abordar sobre: Como é o dia a dia da pessoa com DP  e DR? O objetivo da série abordando Despersonalização e Desrealização é para esclarecer e relatar o que essas pessoas sentem na pele, mostrar e divulgar para as demais pessoas que este maldito transtorno interrompe o sonho e projetos de muitas pessoas, é um pesadelo e ficamos sem saída, ou melhor, dizendo sem uma resposta da Medicina, e saber que os remédios que tomamos de nada adiantam, apenas ameniza o sofrimento. Então fica uma pergunta – Porque a Medicina não dar uma resposta, porque a imprensa não interessa pelo o assunto? Porque os programas de Tvs que aborda saúde não coloca este tema em pauta?

Desculpe os leitores demorei a publicar esta oitava matéria, pois fiz questão de acompanhar duas pessoas por mais de três semanas para saber e ver de perto como é a rotina de uma pessoa com DP e DR. Para preservar a identidade irei chamá-lo ambas de pseudônimo, uma de: “Pombinha em busca da felicidade” (uma moça de 19 anos, iniciou  a faculdade e parou, mora em São Paulo, mas é mineira) a pombinha em busca da felicidade tem DP e DR há mais de 2 (dois) anos, e ela passou por problemas pessoais, entre os quais: término do namoro com o namorado, rejeição, perdeu o emprego, e perdeu a sua mãe, isso numa faixa etária de um ano, após o ocorrido em um ano e meio iniciou os sintomas, falta de ar chorava com facilidade, e fez todos exames  de rotina fisicamente não constou nada, e assim seguiu sua vida como uma pombinha que perdeu suas asas para voar. Até que um belo dia ela tava ouvindo uma música em sua casa, e sentiu tipo uma vertigem, tonta, ela conta que foi dormir e acordou com a cabeça zonza a chamada dissociação do ambiente, e as coisas ficaram distantes. Daí para cá sua luta foi ardente em busca de clínicas e até hoje sente sem poder voar...


A outra pessoa que acompanhei pediu para se identificar na matéria como pseudônimo: Um zumbi no espaço, (um rapaz de 25 anos, trancou a faculdade e Engenharia da computação, por causa da DP e DR, e é paulista) pois os Zumbis nos espaços ficam perdidos como robôs automáticos, assim é sua vida. A sentar com ele, seus olhos encheram de lágrimas, pedi para ser forte, pais gostaria apenas  de informações para uma matéria em meu blog, também me emocionei com sua história, é o relato: O zumbi no espaço, perdeu seu pai com 12 (doze) anos, começou trabalhar muito cedo, quase não teve infância, sua mãe lhe deu educação, terminou o ensino médio, seu sonho era cursar uma universidade pública, tipo USP, Unicamp, Unesp etc, após terminar o ensino médio uma ONG oferecia em seu bairro um curso  preparatório para ingressar na Fuvest, bem ele, fez por dois anos, e passou na Unesp para Engenharia Civil e USP Engenharia da Computação, ai optou por Engenharia da Computação, tudo ia bem, trabalhando e estudando, até que voltando da faculdade seu amigo ofereceu para experimentar maconha, ele aceitou e por algumas vezes após sair  da Universidade fumava, até um dia ele fumou e passou mal, sua visão ficou fusca, tipo umas bolinhas saindo dos olhos, e as coisas e o ambiente ao seu redor ficaram estranho. “Entrei em pânico, sem saber o que fazer, fui dormir com isso, e acordei com o mesmo sintoma, foi quando busquei saída e não encontrei.. Fui no posto de saúde, mas nada adiantou, falei a verdade para minha mãe, ela fiou super chateada” Conta o Zumbi no espaço. 

Continua “ cara já estou com isso há mais de dois anos, e não sei o que fazer, já pensei tirar minha vida, mas penso no meu pai, acho que lá de cima ele está me dando força para seguir, já pesquisei sobre DP e DR apenas encontro relatos, mas a cura são raros o depoimentos... Minha mãe não quer saber de história, ela fala que sou culpado por estar assim, acho que isso me deixa pior, já chorei, já chorei, já chorei... Se arrependimento me matasse já estaria morto, maldita hora que fui fumar maconha, cara digo mesmo maldita hora, que merda... que merda de vida é essa que levo”.  Desabafa o Zumbi no espaço..

O dia a dia da Pombinha em busca da felicidade

Ela conta que vive num sonho, parece que tudo é automático. Após a DP e DR parou de trabalhar, e  seus pais lhe ajuda financeiramente, mora numa linda casa, de 400 metros quadrados, num bairro de classe média em São Paulo, para preservar a identidade pediu para não mencionar o seu nome, bem ela acorda 08:00 horas da manhã, fica no sofá vendo TV, depois sai um pouco na  Rua e dar uma volta, mais tarde ela fica no computador posta no facebook, instagran, sua vida aparentemente é normal, mas só Deus sabe o que ela está passando, após as 18:00 hs não sai de casa, pois a noite sente-se perdida. “Essa merda de DP e DR acabou com meus sonhos, e está acabando com minha vida, já fui em busca de cura em vários lugares e ninguém sabe, dar uma resposta. Meus sintomas: Cabeça  vazia, dormência, desconectada das coisas e do ambiente, tomo dois medicamentos e de dois em dois meses vou ao médico, ele apenas repete os mesmos remédios, quando vou falar de DP e DR ele não quer ouvir, fala que é coisa da minha cabeça. Sai da clínica mais triste sabendo que vou tomar estes remédios por tomar, quer dizer serve para ansiedade e depressão, mas não cura a dp e dr”. Desabafa 

E seus pais lhe dão conforto?
 Sim dos meus pais não posso reclamar, eles são uns doces de pessoas, me fala para eu ter paciência e acostumar com o problema, mas ninguém acostuma com isso, entende.. 

Você acha que leva uma vida normal?
Não, claro que não, a pessoa com DP e DR jamais levará uma vida normal, como disse acordo as 08:00 da manhã e durante o dia todo eu sinto que não estou bem, não estou normal, acho que sinto normal quando estou dormindo, quer dizer meu corpo deve sentir ou meu espírito. 

Você acha que DP e DR é algo espiritual e vem para nós aprender?
Não, penso assim, acho que Deus não iria nos castigar com esse maldito transtorno, a não ser que seja um resgate de outras vidas, que teríamos que passar por isso nessa vida para pagar. Mas encontramos grupos no facebook, Whatsapp, que defende que isso é espiritual. 

Na sua opinião a DP e DR não aparece por acaso?  
Sim, não aparece por acaso, não sou religiosa, mas a bíblia diz que não cai uma folha de uma árvore no chão se não tiver um acaso. A DP e DR não iam aparecer em mim sem ter um acaso, têm horas que penso meu Deus isso é uma dívida espiritual ou é um carma que estou pagando...

Você acha que as pessoas que falam que curou de DP e Dr elas tinham mesmo a DP e DR?
Sim essas pessoas postam na internet que curou de DP e DR, mas será que elas tinham mesmo DP e DR, isso precisa a ser investigado, uma vez vi uma senhora falando de DP e DR e que já estava com isso há 20 anos, eu, assustei e fiquei muita aflita e angustiada, 20 anos é muito tempo. Por que ela não curou? E porque essas pessoas curaram..então penso que estas pessoas sentiam sintomas de depressão, ansiedade, etc.. mas não era DP e DR.

Quais são seus projetos daqui para frente?
Fica difícil falar em projeto com DP e DR, acho que todos que passam por isso, ou está passando os projetos ficam parados, por que sua vida paralisa, é um como um carro estacionado, ele não está andando, assim sou eu... senão fosse essa merda de DP e DR já estaria quase formando na faculdade..

A que horas você vai dormir?
A noite fica tudo distante, não saio de casa, sinto tudo em minha volta, mas tudo parece ser automático, não sei mais o que fazer, chorar não adianta, gritar não adianta, xingar não adianta, culpar os outros não adianta...Bem a noite mesma distante assisto um pouco de TV e vou para minha cama, tomo um remédio para dormir e pego no sono por volta das 1:00 hora da manhã..

O dia a dia do zumbi no espaço
 Ele conta que quando a DP e DR iniciou ele conta que não sabia do que se tratava, perdeu o seu pai aos 12 anos, e sua mãe o rejeita após a DP  e DR por ele ter fumado maconha.  Após os sintomas pesquisou na internet e se identificou com DP e DR. 

O desespero e sozinho
O desespero bateu e o pior que estava sozinho, sozinho e Deus somente,  
Noites tristes no início, rolava na cama, chorava, achei que estava enlouquecendo. Após uma semana falei com uma amiga da Universidade ela me falou que isso eram Despersonalização e Desrealização, putiz, comecei a pesquisar sobre isso e pouco achava resposta.. 

Relato:
“Nunca imaginei está um dia dando este relato para uma matéria ser publicada em um blog, gostaria de está dando aqui meu relato sobre meu curso que escolhi Engenharia da Computação na USP, mas o destino fez de mim um Zumbi no espaço, minha DP e DR desencadeou após eu fumar maconha, achava que depois de uma semana iria sumir os sintomas..mas não foi bem assim...
Já faziam mais de duas semanas que após sair da faculdade eu com mais dois amigos fumava maconha, e um certo dia eu fumei e cheguei em casa tonto, e vista fusca, bolinhas saindo dos olhos, algo estava estranho, fui dormir com isso, após acordar tudo estava estranho, as coisas distante, o ambiente,  tudo parecia um filme, mas achava que no dia seguinte iria passar, fui dormir e no próximo dia não passou os sintomas e estou com isso até hoje. Ao falar para minha mãe ela ignorou e me falou mal, dizendo que eu era culpado, realmente sou culpado, - ela diz: quem mandou fumar maconha! Fico muito chateado e sem saída, não encontro cura para isso..

Você acha que a DP e DR tem cura?
Eu acho que não, pois já pesquisei muito e não acho alguém que sente DP e Dr que fala que curou, curou sim de Depressão, Pânico e ansiedade. É muito relativo falar que curou.

Como é o seu dia a dia?
Atualmente não trabalho fora, acordo por volta das 07:00 da manhã, fico computador e estou começando a trabalhar por conta própria desenvolvendo sites e aplicativos, pois cursei a 3 anos de Engenharia da computação na USP, mas antes já era programador numa empresa. Passo o dia nem percebo muito, a noite não saio, e vou dormir as meia noite.. Não tenho dia, não tenho vida.. não tenho mais sonhos..não tenho mas projetos e agora?  Assim sou eu me questuinando..

Você acha que as pessoas com DP e DR a saída é trabalhar por conta própria?
Sim as pessoas que não têm uma renda, a saída é se empreender colocar alguma coisa para fazer por conta própria, pois com os sintomas de DP e DR não conseguiria trabalhar oito horas por dia, sendo subordinado etc..

Você acha que algum medicamento ajuda na melhora dos sintomas de DP e DR?
Sim pode ajudar, mas alguns fazem piorar. Já experimentei vários e uns fez aumentar os sintomas da DP e DR. Atualmente eu tomo três medicamentos e percebo que eles me fazem ficar calmo, ambos atuam no cérebro como calmante. 

Você acredita em cura?
Olha não mais, eu já estou acostumando com isso, é uma rotina chata e assustadora, desanimadora, ter que acordar com isso todos dias, a cada dia é uma luta, para DEUS nada é impossível quem sabe ele tem misericórdia de mim... mas a cura por estes médicos que estou indo não acredito..

Quando comecei pesquisar sobre o assunto algo me assustou! Ou talvez me acalmasse, sabendo que não é algo tão grave, mas que sintomas são esses! Será que estou enlouquecendo? Essa é uma pergunta que deparamos nos grupos na internet em redes sociais, como facebook, Whatsapp. É o caso de post seu blog da seguinte forma: Hoje vou falar sobre esse maldito problema que quase acabou com a minha vida..

Conclusão:
As duas pessoas mencionadas são reais, e o que mais nos surpreende é o fato de um transtorno como a DP e DR deixar nos sem chão, deixar nós como uma pombinha sem asas para voar, como um zumbi no espaço. O mais triste é a cada dia, após dia e a DP e DR presente no meu sistema nervoso, afinal o que fiz para merecer isso, o que eu fiz para está com esta cruz. Não tenho mais dias, não tenho mais vida.. Não tenho mais sonhos..Não tenho mais projetos de vida, o que resta é um transtorno chamado DP e DR.  


 Matéria 08 de 10 - Série Dp e Dr

Na Nona matéria vou falar sobre: A DP e DR é Espiritual ou Emocional?  

Leia também: 





7. Por que os Psiquiatras não interessam pela Despersonalização e Desrealização?

  

 

0 comentários:

Postar um comentário