Homens gays e as relações de fachada com mulheres

Homens gays e as relações de fachada com mulheres
 Décadas atrás, quando os gays do Brasil e de outros países ocidentais tinham de enfrentar o ostracismo e a clandestinidade por gostarem de homens, muitos optaram por se casar e esconder sua homossexualidade.
Mas mesmo agora, com uma aceitação crescente, muitos continuam optando pelo mesmo caminho e por quê?

A resposta é simples: não aceitação e o medo dos familiares e da sociedade.
Os homens enrustidos estão hoje na faixa acima dos 50 anos e mesmo casados há décadas eles são gays.


Como muitos outros homens nessa situação, todos se veem vivendo uma vida dupla. Na superfície, são homens em um casamento feliz, mas esses homens sempre dão um jeito de buscar parceiros para sexo, seja por intermédio de revistas, Internet e dando suas escapadas para saunas, cinemas de pegação, etc.

Será que após décadas de relacionamento, as esposas desses homens nunca suspeitaram da condição homossexual dos seus maridos? Eu creio que a maioria das esposas sabiam, devido à longa convivência e comportamentos “estranhos”.

Como saber se um homem casado é bissexual ou homossexual?

Um amigo me disse que ele também pensava que era bissexual, mas tudo ficou claro quando ele percebeu que após trinta anos de casamento, nunca havia traído a esposa com outra mulher, mas traiu com pelo menos uns cinco homens – Então isso depende de cada um e não há consenso. Os casados podem ser bissexuais ou homossexuais.

Atualmente muitos homens estão aproveitando a onda gay e vendo a oportunidade ideal para ser honesto e contar para a mulher sobre algo que ela não suspeitava, ou já sabia?

Nessa situação as esposas sentem-se desapontadas e traídas porque os maridos não tinham confiado nelas. Algumas mulheres preferem manter tudo em sigilo e os casais optam por permanecer junto por conta dos filhos, do longo tempo de casamento e até pelos sentimentos que nutrem um pelo outro.
Apesar do casal continuar junto, marido e mulher passam a dormir em quartos separados. Alguns homens até prometem às esposas que não terão mais relações sexuais com outros homens – Isso é possível? Se o desejo reprimido durante toda a vida for mais forte, com certeza vão procurar homens. Os maridos passivos tem a necessidade de serem possuídos, logo tem mais propensão às fugas constantes para sexo.

Mas então, por que eles se casaram?

Nem mesmo esses homens conseguem entender porque do casamento. Alguns achavam que estavam apenas passando por uma fase e que logo encontraria uma mulher que o transformaria em um homem de verdade. Outros demoraram a perceber que eram gays, porque a sexualidade era ambígua.
Muitos homens nem sabiam como era um homem gay porque tinham a ideia de gays como homens efeminados e isso não se encaixava no seu biotipo ou comportamento. Logo, não poderiam ser gays, não é?

Esses homens não existem no mundo gay porque são casados – Alguns apenas suspeitam que sejam gays, enquanto outros vivem ou viveram com suas esposas, sendo que algumas delas já se casaram com outros homens após a separação do casal.

Uma pequena parcela daqueles homens que tiveram a sorte de se livrar do casamento buscam parceiros para sexo sem muitas neuras e há até relacionamentos estáveis entre ex-casados e gays.
Também, é perceptível neste universo, o homem que após contar para a esposa e se divorciar, recomeça a sua vida  de uma forma mais adequada à sua homossexualidade. – Mas nem tudo são flores, pois muitos homens se veem desesperados e sem nenhum apoio – muitos sofrem de depressão severa.

Mas a maioria prefere continuar casada, seja por conta da expectativa de amigos e parentes ou porque eles têm filhos e não querem que a família se separe – Muitos não querem recomeçar a vida porque sentem-se velhos para isso.

Esses homens são mais invisíveis do que os gays no armário e solteiros. Eles são mito e não existem no mundo gay. Vivem no limite do mundo gay porque são casados e não existem também no mundo heterossexual.

Nem tudo está perdido, há homens que estão conseguindo lidar com sua sexualidade e a família. Eles ainda se relacionam com os filhos e não foram cortados do relacionamento familiar.



Leia também: 





 

0 comentários:

Postar um comentário