Após 41 anos Artemisa Azevedo se despede da Rádio Nacional



Após 41 anos Artemisa Azevedo se despede da Rádio Nacional, criadora das famosas radionovelas da Rádio Nacional da Amazônia se despede da emissora após 41 anos de dedicação.
O Programa  Tarde Nacional – da mesma emissora  desta quinta-feira (13) entrevistou a locutora que por 28 anos esteve à frente do programa Falando Francamente, da Rádio Nacional da AmazôniaArtemisa Azevedo. Ela, que completou 41 anos na emissora, é a criadora de dezenas de radionovelas que fizeram história e marcaram a vida de centenas de ouvintes, como Passageiros da Ilusão, Amazônia, Turmalina, As Trigêmeas, Rosana, entre outras.

 Artemisa relembrou momentos marcantes, falou dos planos para o futuro e ouviu recados enviados pelos ouvintes da rádio. E, claro, desejou vida longa à emissora. O programa Falando Francamente que apresentou durante 28 anos, no ar das 15:00  às 17:00 hs. O Programa marcou a história de muitos ouvintes ao longo dos anos foram ao ar vários quadros. Na entrevista Artemisa ressaltou o quadro Jornal da Previdência, Saúde, além da veiculação de recados, pedidos musicais com diversão através das rádionovelas, bem como a prestação de serviço, com pautas direcionadas aos problemas do dia a dia dos ouvintes.  

“A Rádio é deles, foi criada pra eles (ouvintes). A gente cumpriu e cumpre essa missão que é uma missão de amor, de carinho, de total dedicação, de total entrega”, disse a locutora e Jornalista Artemisa Azevedo.

Veja a entrevista na íntegra: Acesse


O Tarde Nacional - Amazônia vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 16h, pela Rádio Nacional da Amazônia. A apresentação é de Juliana Maya.



  Outras duas despedidas que marcaram os ouvintes

 

Outros dois veteranos da Rádio Nacional também se despediram: Airton Medeiros (programa nossa terra) e Sula Sevillis do Ponto de Encontro. Antes vou falar sobre o programa nossa terra, que Airton Medeiros apresentava. 

Resultado de imagem para airton medeiros radio nacional da amazonia
Airton Medeiros nos estúdios da Rádio Nacional da Amazônia -Brasília-DF

 O programa estava indo ao ar das 17:00 às 19:00 horas. Airton Medeiros informou aos ouvintes que iria despedir e aposentar, seguir novos rumos em sua vida.  Depois a direção encurtou o horário, após isso o Maurício Rabelo passou apresentar, por último o Radialista José Nery, e nos últimos meses o programa estava bem curtinho apenas 30 minutos das 18:00 às 18:30 horas, recentemente no dia 14/12 o programa saiu do ar. 

 

Sula Sevillis, Ponto de Encontro
Sula Sevillis nos estúdios da Rádio Nacioanl

 Sula Sevillis do Ponto de Encontro estava há décadas apresentando o programa que vai ao ar das 10:00 às 12:00 horas de segunda a sexta-feira. Sua decisão de sair da emissora foi um choque aos ouvintes da região da Amazônia e outros Estados, muitos passaram Whatsaap, no número da Rádio questionando a sua saída. Ela informou que refletiu e achou melhor desligar da empresa EBC, que era uma decisão pessoal, e iria cuidar de sua saúde e trilhar novos horizontes. Artemisa Azevedo também informou que iria cuidar de sua saúde e depois poderia voltar a manter contato com seus ouvintes través de sua página no Facebook.  

 

Em Novembro a empresa lançou o PDV  - Plano de Demissão Voluntária que obriga indiretamente os funcionários desligarem da empresa. A EBC informa que precisa reduzir custos. E a empresa passa por uma readequação da estrutura organizacional, ou seja, o redimensionamento de  sua força de trabalho e a redução de custos. Leia a matéria na íntegra: EBC lança segundo Plano de Demissão Voluntária

 

O futuro da EBC – Empresa Brasil de Comunicação é incerto

 

Funcionários do Rio de Janeiro, Maranhão e Brasília se manifestam nas redes sociais cobrando da direção uma resposta concreta do futuro da EBC, afinal muitos são concursados e têm seus direitos trabalhistas e permanência na empresa incerta. No grupo Sou + a EBC no facebook algumas despedidas de profissionais da empresa marcam e deixam saudades aos que ficam.  São relatos marcantes de pessoas que vestiram a camisa da EBC, e junta-se o grupo no Facebook FICA EBC  https://www.facebook.com/ficaEBC/

 

#FicaEBC defende permanência e papel público da instituição

Entidades lançam manifesto contra a ameaça de extinção da EBC por Bolsonaro

defesa da EBC

 

Tudo começou após Bolsonaro ser eleito, diz que vai extinguir ou privatizar a EBC – Empresa Brasil de Comunicação, que engloba a TV Brasil. Das 43 estatais criadas pelo PT, a EBC está na lista de extinção por Bolsonaro. Cortar gastos desnecessários é uma das propostas de Jair Bolsonaro. Em entrevista à BAND ele deixa mais claro: O senhor falou que não vai adiantar quais empresas que vão ser postas à venda.


"Eu posso adiantar uma para você. A EBC. Não tem cabimento gastar mais de R$ 1 bilhão por ano com uma televisão que tem traço de audiência".
Mas é a EBC toda ou só a TV Brasil?
Praticamente toda, acho que o governo não precisa desse aparato todo para se comunicar porque quando se precisa de uma boa comunicação tem as empresas de comunicação conhecidas de todos nós, que têm um alcance maior que a EBC “TV BRASIL”. Veja a entrevista no link: Veja o Vídeo:

A Empresa Brasil de Comunicação, EBC, é composta dos seguintes veículos de comunicação:
TV Brasil (TV Pública)
TV NBR (TV do Governo Federal)
Rádio Nacional do Rio de Janeiro
Rádio MEC do Rio de Janeiro
Rádio Nacional de Brasília
Rádio Nacional da Amazônia
Rádio Nacional do Alto Solimões
Radioagência Nacional
A Voz do Brasil
Agência Brasil

 

 

 

 

 

0 comentários:

Postar um comentário