Matemático fala da relação entre matemática e arte


 

Matemático fala da relação entre matemática e arte, o Matemático e Pedagogo Valdivino Sousa fala da relação entre a Matemática e arte, editor do blog a Matemática está em tudo, segundo ele a disciplina sempre esteve ligada as artes como a música, uma exposição de quadros entre outras coisas. Criador do método XYZ que facilita na aprendizagem de equação e expressão algébricas com o uso de objetos ilustrativos, que é um excelente caminho e atalho para as pessoas que têm dificuldades de aprender Matemática.


“A linguagem matemática sempre esteve presente nas artes, independente de como ela aparece, seja num quadro, seja num arranjos de flores. O método XYZ visa mostrar para as pessoas a linguagem abstrata para a linguagem concreta nos objetos que ilustra uma equação ou expressão matemática”. Explica o Matemático e Pedagogo Valdivino Sousa.

Nessa linha de pensamento e pesquisa destaca-se o Matemático e Professor Italiano, Piergiorgio Odifreddi que mostra a relação entre matemática e arte, no dia 22 de Outubro de 2018 ele palestrou na Sala Juvenal Dias, no Palácio das Artes, em Belo Horizonte –MG. 

 O matemático italiano em sua pesquisa demonstra que há inúmeros pontos convergentes entre a cultura artística e a cultura científica. Em suas palestras, o especialista costuma desvendar algumas importantes obras de arte sob o ponto de vista da matemática, pontos, linhas, perspectivas, números, figuras geométricas e fórmulas matemáticas se combinam para formar obras de arte, da pintura à escultura; abstracionismo, pontilhismo e afrescos do período da Renascença.

A matemática, que para muitos é considerada um bicho de sete cabeças, pode ser também algo surpreendente, na visão do professor e Matemático Valdivino Sousa, que costuma explicar que os números também estão presentes nas artes e literatura. Assim também pensa Professor Piergiorgio Odifreddi, que é considerado um dos mais importantes matemáticos da Itália.

Odifreddi afirma ainda que a matemática e a arte desenvolveram técnicas adequadas para descrever, de diferentes pontos de vista, as realidades do mundo físico e psicológico. O matemático italiano cujo principal campo de pesquisa foi a teoria da calculabilidade, tem vários livros publicados e já recebeu vários prêmios pelo seu trabalho. Um dos seus livros mais polêmicos é “O Evangelho Segundo Ciência”, lançado em 1999.

A palestra em Belo Horizonte teve o apoio do Consulado da Itália. O evento foi aberto ao público, e teve tradução simultânea, o espaço do teatro ficou lotado. 


 


 

0 comentários:

Postar um comentário